Sábado, 4 de Março de 2006

Chuva

chuva.JPG

 


 


A chuva forte
que perturba a madrugada
aparece pernoitada
em minha última morada.



E o clarim da Lua escondida
pelas noites chuvosas perdidas.



Derrama então
lágrimas
de uma última morada
de esperanças,
jamais resgatadas.



A chuva forte
que Devasta a madrugada
é como a vida Sem você:
que Devasta a alma.



Por: Paula Duarte


 

Publicado por nicasr às 18:55
link do post | Comente | favorito
1 comentário:
De janotas a 5 de Março de 2006 às 12:09
ta mta fix u teu bloguinhu


mtas bjkas

paxa nu meu


Comentar post

.
Arquivo

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds